Sejam Todos Muito Bem Vindos!!!! :)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Direitos/Deveres





Direitos e ...
Deveres





As crianças têm Direito a ser compreendidas…
… e o dever de escutar e compreender os outros.


As crianças têm Direito a cuidados médicos de qualidade…
… e a responsabilidade de cuidar da sua própria saúde.


As crianças têm Direito a uma boa educação…
… e a responsabilidade de estudar e respeitar os seus professores.


As crianças têm Direito a serem amadas e protegidas…
…e a responsabilidade de amar e acarinhar os outros. 


As crianças com deficiência têm direito a cuidados especiais …
…e a responsabilidade de serem as melhores pessoas no que conseguem alcançar.


As crianças têm Direito a se sentirem orgulhosas das suas tradições e crenças…
…e a responsabilidade de respeitar as origens e crenças dos outros.


As crianças têm Direito a uma casa segura e confortável…
…e a responsabilidade de a manter limpa e asseada.


As crianças têm direito a cometer erros…
…e a responsabilidade de aprender com os seus erros.


As crianças têm direito a serem bem alimentadas…
…e a responsabilidade de não estragar comida.













sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Visita ao Planetário de Lisboa


No dia 26 de janeiro fomos de autocarro com as professoras Mafalda e Catarina de visita ao Planetário de Lisboa.

Quando chegámos a Belém vimos o Museu da Marinha e, em seu redor, grandes barcos, canhões e alguns outros objetos relacionados com o mar. Depois de passarmos algum tempo na fila entrámos finalmente no Planetário.

A sala do Planetário era escura e redonda e o seu teto branco, em forma de tigela virada para baixo. As cadeiras estavam dispostas à volta da sala e eram todas elas inclinadas. No meio da sala estava o projetor e em frente deste estava a funcionária do Planetário que nos ia explicando tudo o que estava a acontecer.

Quando a sala começou a escurecer apareceram os 4 pontos cardeais - Norte (N), Sul (S), Este (E) e Oeste (O) - e quando estava completamente escura surgiram no teto milhões e milhões de estrelas, entre elas a estrela que dá luz à Terra: o sol. Depois foram aparecendo os vários planetas do nosso sistema solar e a lua, que é o satélite da Terra. Vimo-la nas suas quatro fases, ou seja: lua nova, quarto crescente, lua cheia e quarto minguante.

A funcionária ensinou-nos a procurar no céu a estrela Polar, que é aquela que nos indica o Norte. Para isso, disse, teríamos que encontrar primeiro a ursa maior e depois a ursa menor, pois a estrela Polar encontrava-se na sua cauda. Ensinou-nos que as ursas eram duas das 88 constelações existentes, sendo que uma constelação é um conjunto de estrelas. Depois vimo-las a todas no teto da sala: o leão, o touro, a balança, a virgem, o carneiro, etc. Observámos também a nossa galáxia e ficámos a saber que o seu nome é via láctea. Vimos um buraco negro, tendo-nos sido explicado que ele funciona como uma espécie de aspirador do espaço. A senhora alertou-nos para os cuidados que devemos ter com o nosso planeta, pois ele é o unico sítio que temos para  viver e que por isso temos de cuidar muito bem dele!!

No início da sessão a funcionária tinha-nos dito que, se nos comportássemos bem, no final teríamos uma surpresa. A nossa colega Liliane sempre pensou que a surpresa fossem doces a cair do teto, mas na verdade o que vimos foi o fenómeno dos relâmpagos e dos trovões.

Depois de acabar a sessão fomos visitar a exposição que havia no planetário, onde vimos alguns objetos antigos, um telescópio, um pequeno foguetão e muitas fotografias do universo.

Depois de tudo visto regressámos à escola.

Gostámos muito desta visita e adorávamos voltar lá outra vez!


( texto coletivo – 4º B)



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Inverno


O Inverno

Velho, velho, velho
Chegou o inverno.

Vem de sobretudo,
Vem de cachecol,
O chão onde passa.
Parece um lençol.

Esqueceu as luvas
Perto do fogão
Quando as procurou,
Roubara-as um cão.

Com medo do frio
Encosta-se a nós,
Dai-lhes café quente
Se não perde a voz.

Velho, velho, velho
Chegou o inverno.

Eugénio de Andrade



terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A sala 2 do Jardim de Infância


Olá!

Nós somos os meninos da sala 2 do Jardim de Infância e estamos aqui para partilhar convosco as nossas atividades.

Durante o 1º período realizámos bastantes, com as quais aprendemos muitas coisas novas, interessantes e divertidas, através de brincadeiras, de jogos, de histórias e de conversas. Trabalhámos a escrita e a matemática, utilizámos o  computador, explorámos a expressão motora,  plástica,  musical e dramática e ainda efetuámos visitas ao exterior. Trabalhámos imenso!

Aqui fica um pequeno registo fotográfico de algumas das atividades por nós desenvolvidas. Esperemos que gostem!

Aproveitamos para desejar um Feliz Ano Novo a todas as famílias.


video


sábado, 7 de janeiro de 2012

O Dia de Reis e os meninos do Jardim de Infância


Os meninos da sala 2 do Jardim de Infância presentearam os alunos da escola, cantando e mimando uma linda cantiga do Dia de Reis, desejando a todos um Feliz Ano de 2012!

A eles o nosso obrigado!




Dia de Reis



O Dia de Reis celebra-se a 6 de janeiro.

Assinala a data em que os três Reis Magos (Gaspar, Belchior - ou Melchior - e Baltasar) foram visitar e dar oferendas ao Menino Jesus. Deram-lhe ouro, incenso e mirra.

Em alguns países, especialmente nos países hispânicos, é tradição dar as prendas (de Natal) às crianças neste dia.

Em Portugal nesta altura cantam-se as Janeiras, come-se bolo-rei e as crianças representam a história dos Reis Magos.


História dos Reis Magos

Num país distante viviam três homens sábios que estudavam as estrelas e o céu. Um dia viram uma nova estrela muito mais brilhante que as restantes, e souberam que algo especial tinha acontecido.

Perceberam que nascera um novo rei e foram até ele.

Os três reis magos, Gaspar, Melchior e Baltazar, levavam presentes, e seguiam a estrela que os guiava até que chegaram à cidade de Jerusalém.

Aí perguntaram pelo Rei dos Judeus, pois tinham visto a estrela no céu.

Quando o rei Herodes soube que estrangeiros procuravam a criança, ficou zangado e com medo. Os romanos tinham-no feito rei a ele, e agora diziam-lhe que outro rei, mais poderoso, tinha nascido?

Então, Herodes reuniu-se com os três reis magos e pediu-lhe para lhe dizerem quando encontrassem essa criança, para ele também a ir adorar.

Os reis magos concordaram e partiram, seguindo de novo a estrela, até que ela parou e eles souberam que o Rei estava ali.

Ao verem Jesus, ajoelharam e ofereceram-lhe o que tinham trazido: ouro, incenso e mirra. A seguir partiram.

À noite, quando pararam para dormir, os três reis magos tiveram um sonho. Apareceu-lhe um anjo que os avisou que o rei Herodes planeava matar Jesus.

De manhã, carregaram os camelos e já não foram até Jerusalém: regressaram à sua terra por outro caminho.

José também teve um sonho. Um anjo disse-lhe que Jesus corria perigo e que ele devia levar Maria e a criança para o Egipto, onde estariam em segurança. José acordou Maria, prepararam tudo e partiram ainda de noite.

Quando Herodes soube que fora enganado pelos reis magos, ficou furioso. Tinha medo que este novo rei lhe tomasse o trono.

Então, ordenou aos soldados para irem a Belém e matarem todos os meninos com menos de dois anos. Eles assim fizeram.

As pessoas não gostavam de Herodes, e ficaram a odiá-lo ainda mais.

Maria e José chegaram bem ao Egipto, onde viveram sem problemas.

Então, tempos depois, José teve outro sonho: um anjo disse-lhe que Herodes morrera e que agora era altura de regressar com a família a Nazaré à sua casa.

Depois da longa viagem de regresso, eles chegaram enfim ao seu lar.


As Janeiras

Em certas regiões (e países) existe um costume em que grupos de crianças cantam cânticos e canções de Natal de porta em porta, na esperança de que as pessoas ofereçam doces, chocolates, dinheiro, etc.

Esses cânticos de Natal de rua têm nomes diferentes e ocorrem em dias diferentes conforme os países:

- Na Grécia, no dia 24 de Dezembro, cantam-se as Kalandas.

- No Reino Unidos e nos Estados Unidos, no dia 26 de Dezembro cantam-se os Christmas Carols.

Em Portugal cantam-se as Janeiras, a 6 de Janeiro, no Dia de Reis e, no mesmo dia, cantam-se em Espanha os Villancicos, geralmente acompanhados por pandeiretas e castanholas.





As Janeiras são uma tradição antiquíssima

Formam-se grupos pequenos ou com dezenas de elementos que cantam e animam as localidades, indo de casa em casa ou colocando-se num local central (esta é uma versão mais recente), desejando de uma forma tradicional um bom ano a todos os presentes.

Nos grupos de janeireiros, toca-se pandeireta, ferrinhos, tambor, acordeão e viola, por exemplo.

Em muitas aldeias esta tradição mantém-se viva, especialmente no Norte de Portugal e nas Beiras. No entanto, cantar as Janeiras ainda se faz um pouco por todo o país.




Fonte: Site Junior
 

Algumas Canções...
Cantar os Reis







Vamos cantar os reis,
Nesta noite de Janeiro,
Certo é que nos quereis dar,
A linguiça do fumeiro.

Se no-la quereis dar,
Começai-a a partir,
Que somos de longe terras
Temos pressa em partir.

Inda agora aqui cheguei,
Pus o pé nesta escada,
Logo o meu coração disse,
Aqui mora gente honrada.

Um raminho, dois raminhos,
Três raminhos em seu peito,
Viva lá o (a) menino (a)...
Qu'esta vai a seu respeito.

Esta casa é tão alta,
Forrada de papelão,
Os senhores qu'stão lá dentro,
Deitem cá um salpicão.

Esta casa está caiada,
Do telhado até ao chão,
Os senhores que nela moram,
Deitem cá um salpicão.



Dia de Reis









Aqui vimos, aqui vimos,
Aqui vimos, bem sabeis!
Vimos dar as Boas Festas,
E também cantar "os reis".

Já "os reis" aqui chegaram,
Com vontade de cantar,
Se vocês nos dão licença,
Vamos já principiar.

Ó da casa, nobre gente,
Escutai e ouvireis,
A enfiada de cantigas,
Que se cantam pelos reis.

Quem diremos nós que viva,
No pezinho de cereja?
Aos senhores que aqui moram,
Largos anos se deseja.


Nós vimos dali de baixo







Nós vimos dali de baixo,
Da casa do bom pastor,
Vimos dar as boas festas,
A casa deste senhor.

Boas festas, boas festas,
Festas de muita alegria,
Com boas entradas de ano,
Com prazer e alegria.

A silva que nasce em casa,
Vai beber a cantareira,
Viva o senhor desta casa,
Mais a sua companheira.

Vimos cantar as Janeiras,
Não só pelo dinheiro,
Mas também por copos de vinho,
Ou chouriço do fumeiro.

De quem é aquele anel,
Que além está a reluzir,
É do menino mais novo,
Que p'ro céu vai subir.

As Janeiras nos desce,
Deus será o pagador,
Deus queira que hoje a um ano,
Nos faça o mesmo favor.

Os três reis do Oriente,
Já chegaram a Belém,
Para ver o deus menino,
Que a nossa Senhora tem.

A cabana era pequena,
Não cabiam todos três,
Adoraram o Deus Menino,
Cada um de sua vez.

 Fonte: CoolKids

Quadras aos Reis Magos



Quando em Belém nasceu
O grande Rei Omnipotente
Uma Estrela no céu apareceu
Com um brilho diferente


Belchior, Gaspar e Baltazar
Três Reis do Oriente
Partem para ir visitar
O grande Rei Omnipotente

Quando dos palácios saíram
Viram uma Estrela tão bela
Os seus caminhos seguiram
Guiados pela luz dela

Partiram do Oriente
Os três com o mesmo destino
Cada um com o seu presente
Para oferecer ao Menino

Trouxeram do Oriente
Cada um o seu tesouro
Para lhe dar como presente
Incenso, Mirra e Ouro

Então os Magos entraram
Na cidade de Belém
A Virgem Mãe saudaram
Pela graça que Ele tem

Depois de o adorarem
Sentiram-se muito felizes
Por outros caminhos voltaram
De novo aos seus países

Os três Reis regressaram
Com imensa alegria
Tinham adorado o Rei do Mundo inteiro
Filho da Virgem Maria


Autor: António de Melo Carreiro

O Pipas na escola!


No passado dia 4 de janeiro fomos novamente visitados pelo Pipas, que distribuiu pelos alunos muita alegria, carinho e, claro, excelentes conselhos!