Sejam Todos Muito Bem Vindos!!!! :)

quinta-feira, 27 de junho de 2013

V Feira do Livro


 
Para promover, mais uma vez, a leitura e o prazer de ler, a nossa escola realizou, no início do mês de junho, a V Feira do Livro.

Como a Feira do Livro deve ser entendida não só como um local de compra e venda de livros mas também como um espaço de promoção e partilha de experiências enriquecedoras para os alunos, foram pensadas e dinamizadas diversas atividades, todas elas tendo como principais ingredientes os livros.

Assim, no primeiro dia, todos os alunos da escola, organizados por horas e por turmas, tiveram a oportunidade de visitar a Feira e de selecionar um livro que os encarregados de educação, mais tarde, poderiam comprar.

No segundo dia, a Sónia, a representante da Porto Editora, dinamizou uma atividade, tendo como pano de fundo o livro A Árvore Generosa, de Shel Silverstein. Depois da sua leitura, a primeira turma, o 2.ºB, retirou de um saco algumas letras e com elas sugeriu palavras que estivessem ligadas ao texto que tinha ouvido. Depois, com essas palavras, numa tarefa coletiva, os alunos deram início a uma história, que foi sendo desenvolvida pelas restantes turmas da escola, uma de cada vez, com exceção dos primeiros anos que se encontravam numa visita de estudo.  

No dia seguinte, procedeu-se à entrega dos prémios do Concurso de Leitura, numa cerimónia organizada para o efeito, para, mais tarde, os alunos vencedores serem participantes ativos nas leituras de contos que se estenderam pelos restantes dias da Feira. Há a destacar que, a maioria dos textos lidos pelos alunos foram produzidos pelas turmas da escola, estando compilados num “livro gigante”, colocado à disposição na biblioteca da escola.   

Na quinta-feira, para além das leituras de contos, os vencedores do concurso Soletrando, quer da EB1/JI José Ruy quer da EB1/JI Condes da Lousã, juntaram-se na biblioteca da nossa escola para disputar a final interescolas. À tarde, as turmas ficaram também a saber quem eram os vencedores do concurso Faz de Conto.

No último dia, as crianças do Jardim de Infância foram presenteadas com uma leitura bastante expressiva da professora Vânia, que parecia uma verdadeira contadora de histórias profissional. De seguida, as turmas do primeiro ano, que tinham estado ausentes na atividade da Sónia, ouviram a leitura do livro A Árvore Generosa, de Shel Silverstein, e viram um vídeo sobre o mesmo, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=mObeiZg-YCg.

A professora Tatiana, de Educação pela Arte (AEC’s), também foi convidada a participar e, durante as suas aulas, promoveu um “Workshop” que envolveu a poesia e a pintura.

Após esta semana, dedicada exclusivamente à leitura, concluímos que a V Feira do Livro foi um sucesso e que os alunos, mais do que nunca, estiveram motivados para escolher “novos companheiros” para as horas vagas. Alguns encarregados de educação também se mostraram disponíveis para visitar a Feira, tendo o horário de funcionamento sido alargado para os receber.

Não podíamos deixar de agradecer à Porto Editora, que disponibilizou os livros presentes na Feira, bem como à Sónia, a representante da mesma editora, que sempre se mostrou disponível para participar ativamente nas nossas atividades.

Aqui deixamos alguns dos registos das atividades dinamizadas.


video
 
 
Desejando boas leituras, partilhamos o texto produzido pelos alunos no segundo dia da Feira:
 
A Floresta Mágica

Num dia de verão, uma menina, chamada Sónia, andava a passear pela floresta e encontrou muitas árvores que eram diferentes de todas as outras. Nessa altura, ouviu uma voz que dizia:

- Menina, a Natureza é tua amiga.

- Quem és tu? - perguntou a Sónia.

- Olha para cima, não me vês? Sou a abelha e estou na janela da colmeia. - respondeu a voz.

- Ah! Já te vi! 

- Reparei que andaste a cortar algumas árvores e a puxar os seus ramos, sem motivo nenhum.  - queixou-se a abelha.

- Eu não gosto da Natureza e ela não serve para nada. Por isso, posso fazer o que quiser, incluindo arrancar os ramos das árvores.

- Que menina malcriada. Não serve para nada???? A Natureza tem muitas funções e, para além disso, esta floresta é mágica. Não viste que estas árvores são diferentes das outras?

- Não, não vi nada!

- Ora ouve o que te vou explicar: estas árvores são coloridas, têm formas diferentes e falam com os humanos. Esta floresta é mágica!

- Vou tentar falar com elas. Ó árvore cor-de-rosa, tu falas?

- Elas não falam contigo porque tu arrancaste os seus ramos. - justificou a abelha quando viu que as árvores não respondiam à menina.

A Sónia pensava que tudo o que a abelha lhe dissera era mentira, uma vez que as árvores não lhe respondiam.

- Ó abelha, ou estás a mentir ou sonhaste. Nunca ouvi dizer que as árvores falavam, isso só acontece nos livros ou nos sonhos, não é real. 

- Se queres realmente ouvir uma árvore a falar, tens de fazer uma boa ação.

A menina pensou no que poderia fazer, no entanto, teve alguma dificuldade porque não estava habituada a fazer boas ações. Mas ela queria mesmo saber se as árvores falavam. Chegou à conclusão que talvez fosse boa ideia apanhar o lixo que existia na floresta, também podia plantar novas árvores e regar as que já existiam. 

Assim que começou a pôr em prática as suas ideias, ouviu novamente uma voz, mas desta vez era a árvore cor-de-rosa que falava:

- Sónia, estás a ir no bom caminho!

- Quem falou? E como é que sabes o meu nome? - admirou-se a menina.

- Eu sei o teu nome porque sou uma árvore mágica e, do meu lugar, observo tudo o que se passa na tua aldeia. 

- Será que estou a sonhar? Nunca vi uma árvore a falar e não acreditava que elas falavam. Se estou a sonhar, acordem-me já! Primeiro foi uma abelha, agora é uma árvore??? Ai a minha vida!!!

Nessa altura, a árvore azul, que era a mais impaciente, deixou cair um dos seus frutos em cima da Sónia e gritou bem alto:

- Acorda!!!!!

- Aiiii! Isso doeu e esta dor é bem real, afinal não estava a sonhar. Pronto, já acredito que as árvores podem falar...pelo menos nesta floresta.

No entanto, a Sónia ainda não tinha percebido a função da Natureza e, então, perguntou às árvores:

- Então para que serve a Natureza?

A árvore mais sabichona, de cor anil, respondeu sem hesitar:

- Se não houver Natureza, não há vida na Terra. Tu própria fazes parte da Natureza, por isso, não percebo a razão por que a tratas mal. Todos os seres vivos fazem parte da Natureza. Por exemplo, nós, as árvores, damos-te oxigénio, frutas para comer, sombra para descansares...ah, e sem nós não terias livros para estudar nem sequer terias uma Feira do Livro na tua escola...

- Ah! Nunca tinha pensado nisso...é verdade que não conseguiria viver sem oxigénio, sem fruta, sem sombra... e nem conseguiria imaginar a minha vida sem livros...

A Sónia ficou tão entusiasmada com a sua descoberta que, nesse instante, resolveu escrever um livro sobre a importância da Natureza e prometeu que lhe iria dar mais valor, sendo mais generosa com ela.

domingo, 23 de junho de 2013

Mensagem da Educadora Isabel Loução - Sala 1


Sei que é difícil, em pouco mais de três minutos, resumir o que se fez durante um ano letivo. Aqui fica, em modo de balanço, um pequeno registo de algumas atividades feitas pelos meninos da sala 1, do Jardim de Infância Condes da Lousã.
 
Obrigada a todo o pessoal docente e não docente que me acompanhou neste trabalho!
 
Obrigada às crianças que me amaram e se deixaram amar por mim!
 
Obrigada aos pais por terem participado e colaborado comigo!
 
Bem-haja a todos.


Isabel Loução
 
video


Os alunos do 3º ano foram ao Jardim Zoológico



 
No dia 7 de junho, nós, os alunos do 3.ºA e do 3.ºB, fomos ao Jardim Zoológico, para conhecermos melhor os animais que lá habitam. Para lá chegarmos, utilizámos um autocarro da Junta de Freguesia da Damaia e connosco foram as nossas professoras, dois estagiários e a nossa assistente D. Glória.

À chegada, vimos macacos, leões, tigres e póneis. De seguida, lanchámos e, quando terminámos, fomos ver os pássaros, nomeadamente as araras, os papagaios, as gaivotas, entre outros.

Depois, a professora Sofia e a professora Catarina levaram-nos a ver os macacos. Quando entrámos, vimos gorilas, orangotangos e macacos bebés.

Como estávamos muito cansados, parámos para almoçar e a seguir dirigimo-nos para o espetáculo de pássaros. Nessa altura, eles voaram por cima de nós e fizeram muitas coisas, entre elas comer na nossa mão.

Continuámos a nossa visita e fomos ver os tigres e a quintinha. Logo de seguida, dirigimo-nos para a fila da Baía dos Golfinhos e as professoras ofereceram-nos gelados. Depois, assistimos ao espetáculo dos golfinhos e dos leões-marinhos, tendo sido a atividade que mais gostámos.

Com esta visita, contactámos com diferentes espécies de animais e aprendemos como é que eles se deslocam, como se alimentam, como se reproduzem e como é que vivem.

Às 16h30, voltámos para a escola, cansados mas felizes pela magnífica experiência que tivemos.

Texto escrito por:

Tamila Barros (3.ºA), Yasmin Brito (3.ºA) e Madalena Andrade (3.ºB)






sexta-feira, 21 de junho de 2013

Concurso “Faz de Conto”

 
 
À semelhança dos outros anos, a EB1/JI Condes da Lousã promoveu um concurso de textos literários, intitulado “Faz de Conto”, com o objetivo de promover o gosto pela escrita.

Assim, quer em prosa quer em Banda-Desenhada, os alunos tiveram a oportunidade de pôr a sua imaginação a funcionar e de mostrarem aquilo que eram capazes de fazer, colocando o resultado final numa caixa que existia para o efeito.

Os textos foram, posteriormente, avaliados por um júri (professora Ana Lila, de Apoio Educativo; professora Catarina Dinis, titular de uma turma; professora Joana Branco, dos TEIP de Língua Portuguesa; e professora Sara Teixeira, dos TEIP de Matemática), que escolheu os vencedores, tendo em conta a criatividade, a organização de ideias, a correção sintática e ortográfica.

Muitos foram os alunos que participaram e a entrega dos prémios, cerimónia inserida no âmbito das atividades da Feira do Livro, foi um sucesso, tendo os alunos demonstrado, mais uma vez, empenho e dedicação na participação em concursos.

Disponibilizamos, assim, a lista de vencedores:

1.º ano

Não houve vencedores

2.º ano

Geiza Gomes (2.ºA)

3.º ano

Tamila Barros (3.ºA)

4.º ano

Ricardo Paulo (4.ºA)

Vitor Francisco (4.ºB)

Parabéns a todos os vencedores e participantes.


quarta-feira, 19 de junho de 2013

Concurso de Leitura




Ler é ter acesso a um outro mundo que só existe nas páginas dos livros e através das palavras e das relações que as mesmas estabelecem entre si. Por isso, e sabendo que só a partir do treino constante se pode melhorar a leitura, e consequentemente a escrita, a nossa escola promoveu um Concurso de Leitura, à semelhança do que tem acontecido nos últimos anos.
Depois de conhecidos os textos e de os alunos os treinarem, as provas de leitura foram realizadas durante os intervalos (quer da manhã quer da tarde) e todos demonstraram grande interesse e motivação, como aliás, tem sido habitual nos concursos dinamizados na escola.
A divulgação dos resultados aconteceu, posteriormente, numa cerimónia inserida no âmbito das atividades da Feira do Livro, na qual se encontravam todos os alunos da escola, com grandes expectativas face aos resultados.
Disponibilizamos, assim, a lista de vencedores:

1.ºano   
                             
1.º lugar: Maria Tavares (1.ºA)
                 Filipe Rodrigues (1.ºB)
2.ºano  
                              
1.º lugar: Melissa Gomes (2.ºA)
                 Tatiana Monteiro (2.ºB)
             
3.º ano

1.º lugar: Vera Mendes (3.ºA)
                 Nelly Lima (3.ºB)                      

4.º ano

1.º lugar: Vânia Mendes (4.ºA)
                 Bianca Bastos (4.ºB)

Relembramos, também, o júri responsável pelas provas e pela escolha dos vencedores: Ana Lila (professora do Apoio Educativo); Catarina Dinis (professora titular de turma); e Joana Branco (professora TEIP de Língua Portuguesa).
Parabéns a todos os que participaram e continuem a treinar as vossas leituras e a conhecer outros mundos para além do real.

video

terça-feira, 18 de junho de 2013

Receção aos alunos do 4.º ano


No dia 7 de junho, entre as 9h30 e as 12h00, os alunos do 4.º ano das nossas escolas de 1.º Ciclo foram recebidos pelas técnicas do GIPE – Gabinete de Intervenção Psicossocial e Educativa - na escola sede do Agrupamento. Esta receção prendeu-se com o facto de estes alunos transitarem para o 5.º ano e com a consequente mudança de escola.
 
Na sede, as atividades desenvolvidas tiveram como intuito demonstrar o funcionamento da escola no dia-a-dia, tal como os horários dos diversos serviços; as disciplinas a frequentar; os Clubes disponíveis; o cartão de estudante e as suas funcionalidades; as regras, os direitos e os deveres de toda a comunidade escolar, presentes no Regulamento Interno; entre outros aspetos que se consideraram pertinentes. Para os nossos alunos, não houve novidades significativas, tendo em conta que a maioria já conhecia as instalações, alguns professores e vários funcionários, devido às diversas atividades desenvolvidas na sede do Agrupamento ao longo do ano letivo.
 
Numa segunda fase, após o lanche, os alunos contactaram com a área da Expressão Dramática, através do docente Dimitri, tendo demonstrado grande interesse pela mesma.
 
Considera-se que esta receção se apresentou como um momento essencial na vida escolar dos nossos alunos, uma vez que os mesmos sentiram que iniciarão em breve uma nova etapa das suas vidas, mas que, embora mudem de escola, terão sempre o mesmo apoio e não estarão sozinhos nas adversidades, pois os rostos mudarão mas o acompanhamento será sempre uma constante.
 
A EB1/JI Condes da Lousã deseja que os alunos que transitam para o 2.º Ciclo sejam felizes, que concretizem os seus sonhos e que tenham sucesso no seu percurso escolar, aguardando, sempre, uma visita para “matar saudades”.
 

Comemorações do Dia Mundial da Criança no Damaiense



No dia 31 de maio de 2013, os alunos da EB1/JI Condes da Lousã foram comemorar o Dia Mundial da Criança ao Campo de Futebol do Damaiense, onde estavam organizadas diversas atividades e atuações.

Ao chegarem, e como era um dia especial, ofereceram aos alunos um boné, uma garrafa de água, um protetor solar, um brinquedo e um CD da Leopoldina. Seguidamente, foram distribuídos pelas diversas atividades que existiam, tais como: torneio de futebol, gincana de bicicletas, ping-pong, pintura, pinturas faciais, ateliês de música, jogos avós-netos, “Canto das Histórias e dos Contos”, insufláveis, entre outras. Também tiveram a oportunidade de assistir às atuações do Rancho Folclórico Infantil “Condes da Lousã” e do Grupo Coral Infantil “Os Rouxinóis da Damaia”.

Mais tarde, depois de terminado o Teste Intermédio de Matemática, os alunos de 2.º ano juntaram-se ao grupo e tentaram aproveitar ao máximo o tempo que ainda restava.

Após uma manhã muito animada e divertida, todos regressaram à escola, onde havia um almoço especial, muito ao gosto dos alunos: hambúrguer com batata frita e um gelado, de sobremesa.

Foi desta maneira que o Dia Mundial da Criança foi comemorado pelas crianças da escola.













 

Participação no Amadora Educa



 
No decorrer de mais uma edição anual do Amadora Educa, promovida pela Câmara Municipal da Amadora e em parceria com as escolas do concelho, o Rancho Folclórico Infantil “Condes da Lousã” e o Grupo Coral Infantil “Os Rouxinóis da Damaia“ realizaram mais uma atuação no Parque da Ilha Mágica do Lido, recinto onde há vários anos as escolas da Amadora expõem trabalhos bastante diversificados, realizados pelas crianças em idade escolar. Foi uma atuação cheia de alegria e muito colorida, quer na vivacidade demonstrada pelos nossos pequenos artistas quer pela receção dos presentes, que muito aplaudiram e elogiaram, quer, ainda, pelo colorido dos trajes, que, no caso do Grupo Coral, eram novos.

Para além das atuações, o Agrupamento também esteve representado num dos stands do recinto, através de uma exposição com a temática “Violência Infantil”.

Destaca-se, ainda, a visita ao recinto de alguns professores ingleses, da cidade de Sheffield, parceiros no Projeto Comenius, no qual a EB1/JI Condes da Lousã está inserida.
 





sábado, 15 de junho de 2013

Visita ao Jardim Zoológico de Lisboa




No passado dia 4 de junho, as turmas do 1.º ano, A e B, foram ao Jardim Zoológico de Lisboa, para ficarem a saber tudo sobre “Os animais e o seu meio”.

Todos os alunos estavam muito expectantes com o que iriam ver e aprender, pois para alguns meninos era a primeira vez que iam ao Zoo.

A visita começou com uma fantástica pose para uma fotografia de grupo com as araras. Depois, foram ver as zebras, os animais da quinta e o famoso reptilário. Lá, imperam iguanas, serpentes, o pitão da Birmânia, o pitão reticulado, o pitão real e o de Cheynei, o dragão de Komodo, o aligator americano, entre outros répteis.

A seguir a esta respeitosa visita, todos foram cumprimentar as simpáticas suricatas, as girafas, passando pelos impalas e pelos órixes austrais e da arábia.

Depois da bela caminhada, estava na hora do piquenique! Os alunos deliciaram-se mesmo ao pé das aves e foi muito agradável ter o chilrear real como música de fundo!

Chegada a hora da visita guiada pelo parque, todos aprenderam a origem das espécies visitadas, como se reproduzem, o que comem e até mesmo curiosidades sobre os animais que vivem no Jardim Zoológico. As mais interessantes foram: saber que as girafas dormem de pé; que a leoa é que caça para o leão; que o elefante macho vive sozinho; que a diferença entre macacos e primatas, dos quais descendemos, é a cauda; que os flamingos têm aquela bela coloração devido ao camarão que comem, entre outras.

As guias também prepararam algumas surpresas e permitiram que os alunos pudessem observar ao vivo um pico dum porco-espinho, o ovo dum pitão, a pele duma jiboia e a pena duma arara.

Após visitarem muitas espécies diferentes, todos os alunos aguardaram impacientemente o espetáculo da Baía dos Golfinhos. A famosa apresentação começou com os leões-marinhos, que fizeram os seus truques muito divertidos. Depois, seguiram-se os golfinhos-roaz, que maravilharam todos os presentes com o seu espetáculo que combina as acrobacias com informações sobre as características destes animais e a sua adaptação à vida marinha.

No final, todos regressaram à Escola muito felizes, pois esta visita foi inesquecível.

 
video
 

Projeto GUIARTE – 3.ª sessão



Para concluir o projeto GUIARTE, no passado dia 4 de junho, as turmas do 2.º ano assistiram a três curtas-metragens, sendo elas: Dodu – O Rapaz de Cartão, realizada por José Miguel Ribeiro; Os Olhos do Farol, realizada por Pedro Serrazina; e Khoreía, realizada por Manuel Guerra.

Tendo esta sessão sido dedicada ao cinema, os alunos aprenderam também a distinguir uma curta-metragem de uma longa-metragem, assim como a diferença entre animação e ficção.

Graças a este projeto, os nossos alunos puderam contactar, de uma forma mais próxima, com diversas expressões artísticas e, por isso, todos os alunos e professores envolvidos agradecem aos intervenientes deste projeto as atividades desenvolvidas e as experiências partilhadas.

Esperamos que este projeto, no próximo ano letivo, volte à nossa escola.

Visita de Estudo ao Jardim Botânico



No passado dia 3 de junho de 2013, nós, os alunos do 2ºA e do 2º B, fomos visitar o Jardim Botânico da Universidade de Ciências de Lisboa. Quando lá chegámos, fomos muito bem recebidos pela monitora Susana Paço que, de uma forma animada e muito clara, nos explicou e ensinou muitas coisas acerca de árvores e de plantas.

Começámos por observar uma árvore que existe desde o tempo dos dinossauros, à qual lhe dão o nome de “ginkgo biloba”, cujas folhas são usadas para o fabrico de suplementos alimentares, que têm como função melhorar a nossa memória. Esta árvore cresce em muitas zonas do Japão e a monitora explicou-nos que é tão resistente que sobreviveu à bomba atómica da II Guerra Mundial. De seguida, fomos observar a beleza da magnólia e das suas flores brancas. Passeámos mais um pouco e entrámos numa pequena estufa onde havia muitas orquídeas, com diferentes flores, tendo uma delas flores parecidas com abelhas, cujo objetivo é atrair os zangões para as polinizar. A monitora Susana também nos mostrou várias espécies de plantas carnívoras e as suas diferentes formas de capturar as suas presas. Quando saímos da estufa, deparámo-nos com a árvore mais interessante da nossa visita de estudo, a figueira-do-inferno, que faz parte da flora da Austrália e que atinge dimensões enormes, devido à sua capacidade de criar troncos secundários através das suas raízes aéreas.

Já na parte final da nossa visita, contemplámos a beleza do dragoeiro, originário das ilhas Canárias, a grandeza das sequoias, a árvore mais alta do mundo, e a variedade imensa de palmeiras que o Jardim Botânico de Lisboa possui.

Ao longo de todo o passeio, desenhámos folhas, flores e frutos de todas as plantas que observámos, tal como os cientistas faziam há 140 anos, altura em que foi fundado o Jardim Botânico.

Gostámos muito desta visita de estudo e esperamos poder repeti-la.





sábado, 1 de junho de 2013

Dia Mundial da Criança

 
 
Ser Criança é ...
 
 
É aceitar o novo e desejar o máximo.
É acreditar no momento presente com tudo o que este lhe oferece.
É aprender a existir, é sentir-se amada, é poder acreditar que há futuro.
É aventura, é desafio.
É conseguir perdoar muito mais facilmente do que brigar.
É esquecer um pouco da responsabilidade sem contudo ser irresponsável.
É gostar de gelados, de bolo de chocolate, de passar a ponta do dedo no chantilly.
É gostar de quem olha nos olhos e fala baixo.

É inventar novas formas de ser criança.
 
É nascer de novo a cada dia...
 
É rir e brincar.
 
É ser artista.
 
É ser conquistador.
 
É ser herói.

É ser índio e cowboy.

É ser inesquecivelmente feliz com muito pouco.

É ser o sonho, o futuro e a esperança.



É ser inventor, poeta e escritor.

É ser protagonista.

É ter coragem de não ter medo.

É ter pouca paciência e muita pressa.

É tornar-se gigante diante de gigantescos pequenos obstáculos.

É  viver  intensamente  o presente, não  viver condicionado ao futuro nem ruminando o passado.


Ser  criança  é  achar que  o  mundo  é  feito de fantasias,  sorrisos  e brincadeiras.

Ser criança é acreditar num mundo cor-de-rosa, cheio de pipocas.

Ser criança é acreditar que tudo é possível.

Ser criança é acreditar, esperar, confiar.

Ser criança  é  adorar estar deitado na relva, ver figuras nas nuvens e criar histórias.

Ser criança é andar confiante por caminhos difíceis e  desconhecidos na  ânsia de desvendar mistérios.

Ser criança é aventura, é desafio...
 

Ser criança é  estar em  constante  estágio de aprendizagem, é querer procurar e descobrir verdades sem a armadura da dúvida.

Ser criança é fazer amigos antes mesmo de saber o nome deles.

Ser criança é gostar da brincadeira, do sonho, do impossível.

Ser criança é gostar de fantasias e acreditar nelas.

Ser criança é gostar de se sentar à  janela e detestar a hora de ir para a cama.

Ser criança é gostar do aconchego de um colo de mãe.

Ser criança é  habitar no país da  fantasia, viver rodeado  de  personagens imaginários.

Ser criança é cantar fora do tom e dar risadas se alguém corrige.
 

Ser criança é chorar sem saber porquê.

Ser criança é colar o nariz na vidraça e espreitar o dia lá fora.

Ser criança é começar a viver.

Ser criança é comer algodão doce e lambuzar-se.

Ser criança é detestar relógios e compromissos. É ter pouca paciência e muita pressa.

Ser criança é errar e não assumir o erro.

Ser  criança  é  estar  de  mãos  dadas  com a  vida   na   melhor   das intenções
.


Ser criança é misturar gelado com televisão, computador com cheiro de flor, passarinho com gomas, lágrimas com sorrisos.

Ser criança é olhar e não ver o perigo.

Ser criança é pedir com os olhos.

Ser criança é perseguir a felicidade sem se importar com a idade.

Ser criança é poder dormir à hora que se tiver vontade ou simplesmente ficar na cama num dia de frio.

Ser criança é querer ser feliz.

Ser criança é saber embrulhar desapontamentos e abrir caixinhas de surpresas.

Ser criança é saber nada e poder tudo.

Ser criança é ser capaz de perdoar e anestesiar  a  dor com uma dose de sabedoria genuína e peculiar.

Ser criança é ser feliz com muito pouco.

Ser criança é sorrir e fazer sorrir.

Ser criança é ter o dia mais feliz da vida, todos os dias.

Ser criança é ter sempre uma pergunta na ponta da língua e querer muito todas  as respostas.

Ser criança é ter um riso franco esparramado no rosto, mesmo em dias de chuva.
 
Ser criança é, também, poder contar com um adulto — como apoio e guia — que ensine a ter esperança e fé … É ainda saber ser o adulto que nunca se esqueceu da criança que foi um dia… a criança que ainda vive dentro de si e que justifica e dignifica todos os obstáculos que teve de enfrentar no seu dia-a-dia para aprender a ter fé e acreditar em si próprio. Desta maneira, tornou-se forte o suficiente para criar asas e voar para a vida, tendo o direito de viver, brincar, crescer, sonhar e realizar...
 

Ser Criança é . . .
Adaptado do Blog Saltitando com as Palavras