Sejam Todos Muito Bem Vindos!!!! :)

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Desafios Matemáticos


Não te esqueças de entregar a tua resposta junto do teu professor!

Sala 1, do Jardim de Infância


E rapidamente se chegou ao mês de dezembro, mês tão aguardado por miúdos e graúdos!
Aqui vos deixamos algumas imagens da forma como a tradição do natal foi vivida no nosso Jardim de Infância. Os nossos trabalhinhos e o  "Auto de Natal", que apresentamos na Festa de Natal, são disso testemunhos.
Para finalizar, pedimos ao pai Natal, que no ano de 2014 nos traga muita PAZ, saúde, amor, partilha e solidariedade.
 
video
 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Poema do mês de janeiro


Dubidu (Completamente aéreo)
 
 
As coisas melhores são feitas no ar,
andar nas nuvens, devanear,
voar, sonhar, falar no ar,
fazer castelos no ar
e ir para lá dentro morar,
ou então estar em qualquer sítio só a estar,
a respiração a respirar,
o coração a pulsar,
o sangue a sangrar,
a imaginação a imaginar,
os olhos a olhar
(embora sem ver)
e ficar muito quietinho a ser,
os tecidos a tecer,
os cabelos a crescer.
E isto tudo a saber
que isto tudo está a acontecer!
As coisas melhores são de ar
só é preciso abrir os olhos e olhar,
basta respirar!
 
Manuel António Pina, O Inventão, ASA, 2003

Curiosidade do mês de janeiro

 
Sabiam que… Os peixes já caíram do céu como a chuva?

Está a chover peixe!

Parece brincadeira, mas é verdade! Há relatos de um caso espantoso na Europa há quase cem anos atrás e desde essa altura tem acontecido noutros lugares.

A explicação para este facto reside, provavelmente, numa tromba de água, que é um tornado que se propaga sobre a água. A tromba de água sugou os peixes para o ar e quando se deslocou sobre a terra, os peixes caíram do céu.
 

Também já choveu rãs!

Aconteceu há cerca de 30 anos em Inglaterra! Depois de uma grande chuvada caíram rãs do céu. Também se diz que já caíram caranguejos do céu em Inglaterra.
 
O que acontece?

Uma tromba de água rodopiante propaga-se sobre uma massa de água. Tal como um enorme aspirador, suga tudo o que encontra pelo caminho. Quando a água sobe, o mesmo acontece com os peixes que nela se encontram. A tromba de água passa por cima da terra, a água cai sob a forma de chuva – e os peixes caem também.
 
Na Europa e nos Estados Unidos há registos da queda de peixes durante chuvadas muito fortes.

Também há relatos sobre rãs, caranguejos, moedas e até sementes.

É muito provável que estes fenómenos tenham sido causados por um tornado que aspirou objetos para o ar e depois os deixou cair noutro lugar.

As trombas de água, normalmente, sugam a água de um oceano ou de um grande lago.

Uma tromba de água pode ter mais de 100 metros de altura e durar cerca de meia hora.

Estes fenómenos são mais vulgares nos trópicos, mas também podem ocorrer em latitudes mais elevadas.

Por isso, tem cuidado! Nunca se sabe quando poderão chover sardinhas na nossa escola!



Visita de estudo ao Eco-Espaço da Amadora



No dia sete de janeiro de 2014, as turmas do 3º e 4º anos da nossa escola realizaram uma visita de estudo ao Eco-Espaço da Amadora, subordinada ao tema “A Água dá-nos vida!”.

Deslocámo-nos num autocarro muito moderno e confortável da Câmara Municipal da Amadora até ao local previsto.

Assim que chegámos fomos recebidos por uma monitora que nos explicou o que iríamos fazer. De seguida, assistimos a um vídeo sobre a importância e o ciclo da água.

Gostámos de aprender que a água da nossa rede é fornecida pela Barragem do Castelo do Bode, em Tomar, e que devemos utilizá-la de forma consciente e racional.

De seguida, dividimo-nos em dois grupos de vinte alunos e, enquanto um grupo foi realizar experiências sobre a quantidade de água que se gasta quando lavamos os dentes com a torneira aberta, o outro grupo foi ver o filme “A gotinha de água” dentro de um insuflável gigante. As imagens eram projetadas no teto do insuflável e versavam sobre o ciclo da água.

Os grupos trocaram de atividades para que todos pudessemos participar nas mesmas tarefas.

Voltámo-nos a reunir e fomos fazer a avaliação da visita.

Em seguida, dirigimo-nos para o autocarro que nos iria trazer de volta à escola.

No final, todos nos sentimos satisfeitos com aquilo que aprendemos e com a responsabilidade de mostrar aos outros que a água é um bem que nunca poderá ser desperdiçado!


4º A – Texto coletivo


Dia de Reis



 
O Dia de Reis é o dia em que os Cristãos comemoram a visita de "alguns magos do Oriente" ao Menino Jesus no dia seis de janeiro, ou melhor, na noite de cinco de janeiro e madrugada do dia seis, que é conhecida como “Noite de Reis”. A data assinala o encerramento dos festejos natalícios, sendo o dia em que são desarmados os presépios e, por conseguinte, são retirados todos os enfeites natalícios das casas e do exterior.
 
Os três reis magos chamavam-se Belchior, Baltasar e Gaspar e levaram de presente ao Menino Jesus incenso, mirra e ouro.
A tradição manda que neste dia a família se volte a reunir para celebrar o fim dos festejos de Natal. Os alimentos da Noite de Reis são o bacalhau com batatas, bolo-rei, pão-de-ló, rabanadas, sonhos, entre outros doces de Natal.
É também o dia em que se cantam as Janeiras. O cântico das Janeiras começa no dia após o Natal e prolonga-se até ao dia de Reis.
Em Portugal, o Bolo-Rei assume uma grande importância na altura do Natal. Antigamente, era confecionado com um brinde e uma fava. A pessoa que encontrava a fava devia "pagar" o Bolo-Rei no ano seguinte. Quem recebia o brinde ficava muito contente com o presente inesperado.
Em muitas localidades do país as pessoas costumam “cantar os reis” ou as “reisadas” de porta em porta. Os grupos são convidados a entrar para o interior das casas e recebem pequenas refeições com doces, salgados, charcutarias, vinhos...

 
Poemas

Dia de Reis

Vieram os três Reis Magos
Das suas terras distantes
Guiados por uma estrela,
Cujos raios cintilantes
Os levaram ao Deus Menino
Que, a sorrir de bondade,
Recebeu os seus presentes
E os acolheu com amizade.

Os Três Reis Magos

Já os três reis são chegados
À lapinha de Belém
A adorar o Deus Menino
Nos braços da Virgem Mãe.

Os três reis do Oriente
Vieram com grande cuidado
Visitar o Deus Menino
Por uma estrela guiados.

 linda estrela os guiou
Até à sua cabaninha
Onde estava o Deus Menino
Deitadinho na palhinha.

Venho dar as Boas Festas
As Boas Festas d' Alegria
Que vos manda o Rei da Glória
Filho da Virgem Maria.