Sejam Todos Muito Bem Vindos!!!! :)

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Desafios Matemáticos



Não te esqueças de entregar a tua resposta junto do teu professor!

Sala 1, Jardim de Infância


Janeiro foi mês de muita água e de muito frio. Por isso resolvemos fazer "acessórios" de inverno com materiais de desperdício. Fizemos, também, um lindo boneco de neve, que nos transmite a mensagem de como devemos ser felizes na escola.

Aprendemos o quanto importante é a agua para a nossa vida, em como a devemos poupar e usar corretamente, os estados em que ela se pode encontrar e, vejam bem, até aprendemos o ciclo da água!!!  

E pronto, o mês de janeiro já la vai, e o de fevereiro quase, também…!!!


video

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Curiosidade do mês de... fevereiro!



Porque é que os ponteiros do relógio rodam para a direita?

Seguramente, já se questionaram sobre este assunto, mas sabem a resposta?

Pois bem, como é sobejamente conhecido, o primeiro relógio que existiu foi inventado no antigo Egito e baseava-se no movimento da sombra provocado por um objeto quando é atingido pelo Sol. É o chamado relógio de Sol!

Como funcionava?

Espetava-se no solo um pilar de pedra (normalmente um obelisco) e, à medida que o Sol “percorria” os céus, a sombra da pedra também se deslocava. Então, como o Egito fica no Hemisfério Norte e o Sol nasce no Oriente e põe-se a Ocidente, as sombras deslocavam-se sempre para a direita.

Nos países a Norte do equador, a sombra provocada por um objeto cai sempre no sentido Norte e roda para a direita.

Nos países do extremo Sul, como a Austrália, as sombras dos objetos atingidos pelo Sol caem no sentido sul. À medida que o Sol se “desloca”, as sombras rodam sempre para a esquerda.

Se os relógios mecânicos tivessem sido inventados no Hemisfério Sul, os ponteiros provavelmente rodavam para a esquerda e não para a direita.

Sabiam que…

Os relógios mecânicos tiveram a sua origem nos relógios de Sol, mas hoje em dia medem o tempo através da oscilação de cristais ou átomos. Os relógios com cristais de alta precisão não se adiantam nem se atrasam mais que dois décimos de segundo por dia.


Os relógios mais precisos são os relógios atómicos, que têm uma variação de apenas um bilionésimo de segundo por dia.


Poema do mês de... fevereiro!



Espanto

Uma gota de chuva
Suspensa de um telhado

Dá-lhe sol e parece
pequena maravilha.

É um berlinde, dizem
crianças entre si.

É uma bola, e bela
mas não rebola, brilha!

É a lua? Uma bolha
de sabão de brincar?

Um balão? Um brilhante
de uma estrela vaidosa?

Diz a velhinha olhando:
- Quem chorou esta lágrima?

Uma gota de chuva
suspensa de um telhado:

Chegou uma andorinha
engoliu-a e voou.



Maria Alberta Menéres, Conversas com versos, 5.ª ed., ASA, 2010

14 de fevereiro - Dia de S. Valentim



O Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais, sendo comum a troca de cartões, postais e presentes, tais como bombons e flores. Em Portugal, assim como em muitos outros países, comemora-se no dia 14 de fevereiro.

A história do Dia de São Valentim remonta a um obscuro dia de jejum tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado.

Há muitos, muitos anos atrás, o bispo Valentim lutou contra as ordens do Imperador Cláudio II, que tinha proibido o casamento durante as guerras, acreditando que os solteiros eram melhores combatentes. Este bispo continuou a celebrar casamentos, apesar da proibição do Imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens lhe enviavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele apaixonou-se pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. Antes da execução, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Valentim”.

Atualmente, o dia é principalmente associado à troca mútua de recados de amor em forma de objetos simbólicos. Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas. Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação produzidos em massa.



DIA DE S. VALENTIM NA 
CONDES DA LOUSÃ

Na passada sexta-feira, dia 14 de fevereiro, celebrámos o Dia dos Amigos Especiais na nossa escola!

Havia um cartaz e uma caixa alusivos ao Dia de S. Valentim no átrio da escola. Durante a semana os alunos dedicaram um postal a um colega da turma, escolhido por sorteio. Os postais foram guardados na caixa da correspondência.

Na sexta-feira, foi distribuída a correspondência por todas as turmas da nossa escola. O sorteio dos nomes permitiu a todos os alunos receberem um postal no Dia de S. Valentim. Os alunos ficaram felicíssimos ao receber um postal elogioso, num dia em que soube tão bem realçar as qualidades de cada um!