Sejam Todos Muito Bem Vindos!!!! :)

terça-feira, 21 de abril de 2015

Dia Mundial da Consciencialização do Autismo


Em 2007, a Organização das Nações Unidas instituiu o dia 2 de abril como o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, como forma de sensibilizar e consciencializar a população sobre esta perturbação, que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o Mundo.

Os sintomas variam de intensidade de pessoa para pessoa, o que faz com que sejam necessárias estratégias alternativas para perceber o mundo que rodeia as crianças autistas. Como caraterísticas principais, os autistas manifestam interesses específicos, comportamentos repetitivos e dificuldades na comunicação e na interação social.

O azul é a cor que simboliza o autismo, uma vez que a perturbação é mais comum nos meninos. No dia 2 de abril de 2013, 2000 edifícios públicos, em 48 países dos 6 continentes, iluminaram-se de azul para comemorar este dia, ainda hoje assinalado dessa forma.



Fontes:
https://criancasatortoeadireitos.wordpress.com/2015/04/02/acendam-a-luz-azul-light-it-up-blue-no-dia-2-de-abril-dia-mundial-da-consciencializacao-do-autismo/

Sala 1 - Jardim de Infância


Chegou o mês de Março...


Chegou a Primavera, o dia da mulher,  do pai e da árvore!! Por tudo isto resolvemos festejar, fazendo trabalhinhos alusivos ao tema... Ora espreitem...

video

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Ainda a propósito do dia 1 de abril, Dia das Mentiras...



Algumas das mais famosas mentiras

Em 1934, vários jornais americanos, incluindo o New York Times, publicaram uma fotografia de um homem a voar num dispositivo alimentado apenas pela sua respiração. Os skis nos pés serviriam para pousar e uma barbatana permitiria dirigir.
Em 1957, o canal BBC fez uma reportagem acerca de uma árvore suíça que produzia esparguete.
Em 1962, o canal de televisão sueco Sveriges Television informou o público que colocando uma meia de nylon esticada sobre a TV seria possível ver a imagem a cores. Realça-se que as transmissões regulares de cor só começaram na Suécia em 1970.
Em 1996, a Virgin Cola publicou um anúncio em jornais britânicos a anunciar que tinha integrado uma nova tecnologia nas suas latas. Assim, quando passasse o prazo de validade da cola, o líquido reagia com o metal na lata, que mudava de cor, ficando azul brilhante.
Em 1998, a Burger King divulgou no jornal USA Today a oferta de um hambúrguer especialmente indicado para canhotos.
Em 2011, o jornal inglês The Independent publicou que Portugal tinha vendido Cristiano Ronaldo a Espanha por 160 milhões de euros.
Em 2012, o jornal inglês The Sun anunciou que o clube de futebol Arsenal ia lançar um perfume com cheiro a estádio.
Em 2013, a BMW divulgou o lançamento de uma edição limitada de um carrinho para bebés com ar condicionado.

Fontes:
http://hoaxes.org/aprilfool

http://expresso.sapo.pt/1-de-abril-dia-da-mentira-e-dos-bobos=f917854#ixzz3WHVDisgE http://www.tvi24.iol.pt/acredite-se-quiser/dia-das-mentiras/1-de-abril-conheca-as-melhores-mentiras-de-inglaterra

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Por que é que o dia 1 de abril é conhecido como o "Dia das Mentiras"?



A brincadeira surgiu em França, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Desde o início do século XVI, que o ano-novo era comemorado no dia 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando no dia 1 de abril. Em 1562, porém, o papa Gregório XIII (1502-1585) instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão - o chamado calendário gregoriano - em que o ano-novo começava a 1 de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, os franceses resistiram à mudança e mantiveram a comemoração na antiga data. Alguns trocistas começaram a ridicularizar esse devoção enviando aos conservadores adeptos do calendário anterior - apelidados de "bobos de abril" - presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o tempo, a troça firmou-se em todo o país, tendo, cerca de 200 anos depois, migrado para a Inglaterra e daí para o resto do mundo. 

Sabem qual é a origem do ovo da Páscoa?




A Origem do Ovo de Páscoa
              
Quem não gosta de Ovos da Páscoa? Mas de onde surgiu esta ideia?

pinterestA Páscoa simboliza a ressurreição de Cristo e é um momento especial  para os cristãos refletirem sobre o significado da vida e do sacrifício de Jesus.

O Ovo de Páscoa é um chocolate em formato de ovo, geralmente oco e recheado com bombons ou prémios. Costuma ser embrulhado em papel de embrulho colorido e oferecido  como presente aos amigos e crianças na época da Páscoa cristã.

Mas por que existe o hábito de oferecer ovos de chocolate na Páscoa?

pinterestTudo começou na China, na celebração da Festa da Primavera. Os chineses embrulhavam os ovos naturais com cascas de cebola e cozinhavam–nos com beterraba. Após a cozedura, os ovos ganhavam desenhos sarapintados na casca e eram oferecidos como presente. Este costume foi adotado pelos cristãos, que consagraram esse hábito como lembrança da ressurreição de Cristo. A partir do século XVIII, a Igreja Católica adotou-o oficialmente como o símbolo da Páscoa.

Mas, afinal, quando é que o ovo de chocolate realmente surgiu?

Os pasteleiros franceses foram os criadores que tiveram a ideia de fabricar os primeiros ovos de chocolate de uma forma atraente e deliciosa. Esvaziavam os ovos de galinha da clara e gema que depois recheavam-nos com chocolate e pintavam-nos por fora. Na época da Páscoa, os pais costumavam esconder estes ovos nos jardins para que as crianças os encontrassem.
                                       
Mais tarde, com a evolução da tecnologia, os ovos naturais foram substituídos pelos famosos e atuais ovos de chocolate.

Assim, nesta época, todos acabam por se divertir e engordar alguns quilinhos na Páscoa. Além de celebrarmos a ressurreição de Cristo, praticamos mais ainda o amor, o carinho e a comunhão.


21 de março, Dia Mundial da Poesia



O Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de março e foi criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO a 16 de novembro de 1999.
O propósito deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo.
O Dia Mundial da Poesia celebra a diversidade do diálogo, a livre criação de ideias através das palavras, da criatividade e da inovação. A data visa fazer uma reflexão sobre o poder da linguagem e do desenvolvimento das habilidades criativas de cada pessoa. Neste dia realizam-se várias atividades pelo país, sobretudo nas escolas, bibliotecas e espaços culturais.
A poesia contribui para a diversidade criativa, usando as palavras e os nossos modos de perceção e de compreensão do mundo.
Selecionámos três poemas de alguns dos poetas portugueses mais conhecidos: Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa e Almeida Garrett.

 O PASTOR

Pastor, pastorinho,
onde vais sozinho?

Vou àquela serra
buscar uma ovelha.

Porque vais sozinho
pastor, pastorinho?

Não tenho ninguém
que me queira bem.

Não tens um amigo?
Deixa-me ir contigo.

          EUGÉNIO DE ANDRADE



LEVAVA EU UM JARRINHO

Levava eu um jarrinho
P´ra ir buscar vinho
Levava um tostão
P´ra comprar pão;
E levava uma fita
Para ir bonita.

Correu atrás
De mim um rapaz:
Foi o jarro p´ra o chão,
Perdi o tostão,
Rasgou-se-me a fita...
Vejam que desdita!

Se eu não levasse um jarrinho,
Nem fosse buscar vinho,
Nem trouxesse uma fita
Para ir bonita,
Nem corresse atrás
De mim um rapaz
Para ver o que eu fazia,
Nada disto acontecia.

          FERNANDO PESSOA


BARCA BELA

Pescador da barca bela,
Onde vais pescar com ela,
Que é tão bela,
Oh pescador?

Não vês que a última estrela
No céu nublado se vela?
Colhe a vela,
Oh pescador!

Deita o lanço com cautela,
Que a sereia canta bela...
Mas cautela,
Oh pescador!

Não se enrede a rede nela,
Que perdido é remo e vela
Só de vê-la
Oh pescador.

Pescador da barca bela,
Inda é tempo, foge dela
Foge dela
Oh pescador!

          ALMEIDA GARRETT

Dia Mundial da Árvore: A atividade do 1ºA


No dia 20 de março, a turma A do 1º ano da nossa escola realizou várias atividades alusivas ao Dia Mundial da Árvore.


Semeámos sementes de ervilha e fizemos um quadro com o dia em que cada um de nós vai regar as sementes para elas germinarem.


O primeiro a regar foi o Guilherme.


Também pintámos um cartaz e depois conversámos um pouco com o professor sobre a importância das árvores no nosso planeta.